Sobre como tecnologia e ecologia se vão aliando cada vez mais

Por , 14 de Setembro de 2016 a las 07:00
Sobre como tecnologia e ecologia se vão aliando cada vez mais
Futuro

Sobre como tecnologia e ecologia se vão aliando cada vez mais

Por , 14 de Setembro de 2016 a las 07:00

A associação entre tecnologia e ecologia é cada vez mais natural. Parece que ultimamente a primeira vai indissoluvelmente ligada à segunda.

Tags:
ECOLOGIA

Houve um momento na história em que o progresso técnico ia em contra da ecologia. O nascimento da indústria significou a proliferação de fábricas e um aumento dos níveis de produção só era possível de ser conseguido com maior quantidade de energia o que, há algumas décadas, só era obtida através da queima de combustíveis fósseis ou de centrais nucleares. No entanto, a tendência está mudando. Agora as necessidades energéticas são outras e o progresso técnico costuma vir acompanhado de um maior compromisso ecológico.

O que há anos começou como parte das políticas de responsabilidade corporativa agora se transformou numa necessidade econômica. A tecnologia e a ecologia se estão aliando e este aperto de mãos é cada vez mais sólido. A eficiência energética é agora um dos objetivos de qualquer dispositivo tecnológico.

A eficiência significa menor consumo de energia, o que condiz um maior respeito pelo meio ambiente. E hoje em dia em muitos nichos tecnológicos se procuram produtos eficientes ao máximo. O campo da eletrônica de consumo é um dos mais próximos. Nele os dispositivos móveis se impuseram: desde celulares a caixas de som, passando por mouses sem fio ou fones de ouvido por bluetooth –a ideia é eliminar os cabos e acabam dependendo da bateria. Por tanto, a utilidade de um produto passou a estar ligada a sua autonomia, que vem a ser o mesmo que dizer à sua eficiência.

Próxima a esta categoria se encontram a domótica e a internet das coisas. Na fabricação deste tipo de dispositivos também se procura a eficiência, pois serão produtos que estarão em contínuo funcionamento. Mas além disso, seu objetivo costuma estar relacionado à economia de eletricidade ou água, além de outros recursos do lar. Enquanto que na indústria, smart cities, e outros campos onde a internet das coisas está despontando, o objetivo costuma ser controlar de perto alguns processos para evitar o desperdício de recursos, o que acaba sendo um sinônimo de cuidar o meio ambiente.

ecotecnologia2

Centros de dados são outro dos exemplos onde a eficiência energética é uma forma de economizar bilhões ao ano. As empresas que constroem e gerenciam estas instalações estão cada vez mais conscientizadas da importância deste aspecto simplesmente por causa da sustentabilidade econômica, que acaba derivando em sustentabilidade ecológica.

A tendência Tesla

É certo que a energia que propulsa os carros elétricos não tem porquê ser limpa. Mas estes veículos ainda são mais eficientes que os de gasolina ou diesel. Tesla é talvez o fabricante de automóveis que mais impulsou este tipo de veículos a nível comercial. É certo que seu modelo, até agora, era elitista, faltando o lançamento do Model 3, mas contribuiu com que outras empresas acelerassem o lançamento comercial de modelos elétricos.

E Tesla está bastante ligada à tecnologia de ponta; de fato foi um dos primeiros fabricantes que impôs as atualizações de seu software através da nuvem. A união com Solar City, empresa com a que compartia fundador, manifesta a intenção do fabricante de automóveis de erguer-se numa espécie de grupo cujo negócio vai ser a energia, não os carros. Também supõe relacionar estreitamente Tesla e energias renováveis.

Os carros autônomos

No automobilismo estão ocorrendo ao mesmo tempo muitas transformações e a direção autônoma é uma delas. Estes veículos, que chegarão amparados na tecnologia mais de ponta, também têm um componente tecnológico. Serão mais eficientes, pois a ideia é que estejam coordenados para passar menos tempo nas estradas.

Além disto, alguns dos protótipos de carros autônomos que foram mostrados são elétricos. A proposta da Tesla é apenas um exemplo, mas General Motors já anunciou que seu primeiro autônomo será elétrico e um relatório de Morgan Stanley este ano indicava que o carro do futuro fusionará estas duas tecnologias.

São apenas alguns casos que ressaltam a aproximação entre a tecnologia e a ecologia. Sem falar na economia de papel, graças aos computadores, celulares ou ebooks.

Imagens: Tesla e code of the new

Texto Anterior

Pela primeira vez os nanotubos de carbono realmente vencem o silício

Pela primeira vez os nanotubos de carbono realmente vencem o silício
Próximo Texto

Como se transformar num cyborg

Como se transformar num cyborg

Recomendados