Os GIFs estão nos invadindo

Por , 18 de March de 2016 a las 07:00
Os GIFs estão nos invadindo
digital

Os GIFs estão nos invadindo

Por , 18 de March de 2016 a las 07:00

A rede tem uma infinidade de opções, que nos prendem na hora de manter conversas, sinalizar estados de ânimo, ou simplesmente desfrutar dos momentos que passamos conectados. Uma delas são os GIFs animados (Graphic Interchange Format). Uma autêntica revolução nos últimos tempos.

Os GIFs são um tipo simples de arquivos que nasciam nos anos 80. Suportam 8 bits por pixel em cada imagem e até 256 cores, e suportam animações e uma paleta cromática separada por frame. Podem ser manipulados facilmente para criar imagens animadas em bucle. Tudo isto os tornou muito populares. Desde sua invenção, os GIFs despertaram todo tipo de sentimentos, do ódio à admiração artística, e por isso se transformaram em história da Internet através de gatos, bebês, quedas… Um elemento artístico bastante simples, consistente em repetir os mesmos fotogramas várias vezes. De qualquer maneira, sua evolução se tornou evidente: a partir daqueles GIFs da “página em construção” e o envelope de e-mail voando em direção a caixa de correio das webs dos 90; até os atuais, que voltaram completamente renovados com imagens em 3D e criando efeitos surpreendentes. Uma espécie de ressurreição com toques vintage e modernos que estão cativando as redes.

Twitter conta, seriamente, com os GIFs

O certo é que, os GIFs estão se se apossando da Internet, e aquilo que “uma imagem vale mais que mil palavras” já é insuficiente, porque na web, se não há movimento e em bucle a imagem perde valor. As redes sociais não querem ficar atrás, e Twitter, a popular rede de microblogging, anunciou recentemente em seu blog que acrescentará um botão de buscar GIFs, para facilitar a troca deste tipo de arquivos tanto em tweets quanto em mensagens diretas. De fato, se criará uma biblioteca de imagens animadas, onde será possível navegar por diferentes categorias e buscar por palavras chave. Esta opção chegará em breve e estará disponível para iOS, Android e para a própria web de Twitter graças ao trabalho de Giphy.

“Giphy coloca GIFs em tempo real ajudando a aumentar os comentários e conversas em Twitter”, explica Alex Chung, Fundador e CEO da Giphy. De fato, será um valor agregado na hora de interagir na rede social. “Os usuários de Giphy estão criando este tipo de arquivos para notícias, diversão, esporte e expressões para enriquecer os tweets”.

GIF2

Como se criam os GIFs?

Apesar de ter mais de 25 anos de vida, os GIFs nunca saíram de moda. Conformam uma ferramenta que oferece conteúdo leve de forma rápida, simples e visual. Não podemos esquecer também de seu uso comercial. O exemplo mais claro são os banners publicitários, cada vez mais presentes nas redes.

A seguir, listamos uma série de programas que permitem criar estes populares arquivos animados:

  • Gifcam. Transforma em GIFs os elementos que você captura em sua janela após abrir o programa. Permite capturar um vídeo em reprodução ou frame a frame. É uma ferramenta fácil de utilizar e, além disso, não tem limites de tempo de gravação. Só está disponível para Windows.

GIF3

  • GIF Movie Gear. Cria GIFs a partir de fotos ou gráficos. É uma ferramenta paga, mas pode ser usada gratuitamente durante 30 dias depois de baixada.

GIF4

  • Imgur Video to Gif. Uma ferramenta muito intuitiva. Transforma os arquivos em vídeo MP4 ao invés guardar o arquivo com a extensão .GIF, e faz com que seu tamanho diminua. A única limitação é que não é possível gravar mais de 15 segundos.

GIF5

  • MakeGif. É a solução perfeita para os que utilizam Chrome como navegador de referência. É uma extensão que deixa capturar a partir de qualquer reprodutor de vídeo HTML5, permitindo estabelecer um tamanho personalizado e acrescentar texto.

GIF6

  • Photoscape. É um editor gratuito de fotos com múltiplas funções. De uma maneira simples seleciona uma ou várias fotos para criar animações e efeitos visuais.

GIF7

  • RecordIT. É uma ferramenta indicada para criar este tipo de arquivos de maneira rápida e fácil sobre a zona da tela selecionada para compartí-los em Twitter graças ao aplicativo que vem integrado.

GIF8 Não há dúvida, de que estes arquivos animados cada dia estão mais presentes em nossas conversas em Internet. Um elemento que pensávamos que já era coisa do passado, mas que voltou com força graças ao Tumbrl ou Twitter, entre outros.

Texto Anterior

Em 2022 será mais barato um carro elétrico que um a gasolina

Em 2022 será mais barato um carro elétrico que um a gasolina
Próximo Texto

Vídeo ao vivo para todos os usuários da rede: Facebook ativa a possibilidade de emitir a seus usuários

Vídeo ao vivo para todos os usuários da rede: Facebook ativa a possibilidade de emitir a seus usuários