Carol Shaw: a primeira mulher game designer (II)

Carol Shaw: a primeira mulher game designer (II)

digital
Depois de dois anos em Atari, a coisa mudou. “Já não era tão divertido”, comentou Shaw. “O trabalho era cada vez mais estressante”. Um dia de 1980, um antigo colega de muPro ligou para ele e disse “Oi, você gostaria de trabalhar para mim em Tandem?” A designer pensou: “já levo tempo com videogames, provemos outra coisa” e foi para Tandem Computers. Aí precisavam de alguém que soubesse linguagem de montagem (assembly) e eu podia fazer isso”. Shaw levava somente dezesseis meses...Ler mais »
Carol Shaw: a primeira mulher game designer (I)

Carol Shaw: a primeira mulher game designer (I)

digital
O primeiro dia que Carol Shaw entrou na sala de computadores do colégio se sentiu intimidada. Nessa sala de aula de Palo Alto (Califórnia), aquele dia no começo dos anos 70, havia somente garotos. Ela ainda não sabia, mas não tinha por que se sentir mal: alguns anos mais tarde seria a autora de um jogo de computador mítico, River Raid, e a primeira game designer da história. Esse foi também o primeiro dia que Shaw usou um computador. O professor...Ler mais »
A nostalgia de Nintendo

A nostalgia de Nintendo

digital
A nostalgia se descreve como um sentimento de saudade por um momento ou situação do passado. Além disso, se pode associar com uma lembrança emotiva da infância, um objeto pessoal ou certo jogo com o que passamos horas e horas. É aqui que entram as imagens daqueles sábados de manhã, ligando a televisão, conectando a Nintendo e jogando com meu irmão ao Super Mario Bros, Boulder Dash, Goal ou Spy Hunter. Essas lembranças sempre estarão aí, tanto para mim como...Ler mais »