Um exame de sangue para calcular a mortalidade do ebola

Um exame de sangue para calcular a mortalidade do ebola

conhecimento
O ebola foi uma das notícias de maior impacto mediático de 2014. O surto, tão invisível quanto mortal, surgiu na África provocando mais de 28.000 infecções e a morte de 11.315 pessoas, segundo os últimos dados da Organização Mundial da Saúde. O ataque sanguinário deste vírus, contra o qual ainda não temos uma vacina ou tratamento, afetou principalmente Guiné, Serra Leoa e Libéria, três das regiões mais pobres do planeta. A pouca informação recebida no começo ajudou que o ebola se...Ler mais »
Criam galinhas transgênicas para tratar doenças raras

Criam galinhas transgênicas para tratar doenças raras

Saúde
Uma das aplicações da biotecnologia se concentrou na criação de organismos modificados geneticamente para fabricar produtos como insulina ou eritropoietina. A engenharia genética criou, por exemplo, bactérias recombinantes ou galinhas transgênicas que atuam como uma espécie de “fábrica biológica”. Graças a elas podemos ter remédios ou moléculas de interesse que nos ajudem a tratar doenças raras ou outros distúrbios. As doenças raras são um tipo de patologias que afetam uma a cada 2.000 pessoas. Sua baixa incidência fez com que no...Ler mais »
Você quer parar de fumar? Seu sucesso pode depender (em parte) do seu DNA

Você quer parar de fumar? Seu sucesso pode depender (em parte) do seu DNA

Sin categoría
Parar de fumar é um dos propósitos mais repetidos a cada ano. Segundo dados da Organização Mundial de Saúde, mais de um bilhão de pessoas consomem cigarros habitualmente, resultando em uma grave ameaça para a saúde pública. Fumar está associado ao aparecimento de câncer de pulmão, doenças cardiovasculares e outras doenças respiratórias. Aqueles que não consomem cigarro, mas vivem expostos a suas substâncias nocivas também podem sofrer problemas de saúde semelhantes. Razões como estas levam muitos fumantes a considerar que o...Ler mais »
Como reciclar resíduos orgânicos para combater a mudança climática

Como reciclar resíduos orgânicos para combater a mudança climática

Futuro
A Conferência do Clima celebrada há alguns dias em Paris deixou um cheiro de compromisso no ar. Os 196 participantes assinaram um acordo que marca um ponto de inflexão na luta contra a mudança climática. Entre outras coisas, os governos participantes (incluindo China e Estados Unidos, consideradas as regiões mais poluentes do mundo) planejam não ultrapassar o limite dos 2ºC. Esta temperatura é considerada pela evidência científica como a “barreira” para evitar os efeitos adversos da mudança climática. Para conseguir isso,...Ler mais »
A “tesoura molecular” CRISPR-Cas9, o grande avanço científico de 2015

A “tesoura molecular” CRISPR-Cas9, o grande avanço científico de 2015

conhecimento
A chegada a Plutão ou a pesquisa contra o ebola são alguns dos grandes avanços científicos do ano, de acordo com a prestigiosa revista Science. A equipe editorial da publicação escolhe anualmente os melhores descobrimentos em pesquisa e, em 2015, o selecionado é o sistema CRISPR-Cas9. Jennifer Doudna e Emmanuelle Charpentier descobriram em 2012 uma ferramenta, também descrita como “bisturi molecular” para editar nosso genoma, que mudou para sempre a biotecnologia e a engenharia genética. Graças ao sistema de CRISPR, podemos...Ler mais »
Após a Conferência de Paris, quais são os desafios na luta contra as alterações climáticas?

Após a Conferência de Paris, quais são os desafios na luta contra as alterações climáticas?

conhecimento
Após a finalização da Conferência de Paris, a luta contra as alterações climáticas tem vivido um ponto de inflexão histórico. O acordo feito entre os 196 países inclui pela primeira vez as duas nações mais poluentes (China e Estados Unidos), o que compromete todo o planeta com a conscientização contra o aquecimento global. Em 1824, Joseph Fourier cunhou o termo “efeito estufa” para se referir ao processo pelo qual a temperatura da Terra poderia aumentar se fossem interpostos gases na atmosfera,...Ler mais »
Cinco perguntas sobre a obesidade que a ciência quer responder

Cinco perguntas sobre a obesidade que a ciência quer responder

Saúde
O Natal está aqui e com ele vem as nossas preocupações sobre os alimentos que comemos com a família ou amigos. Depois das festas, nossa atenção voltará novamente para a balança, para tentar eliminar os quilos extras que ganhamos durante os feriados. Além das variações de peso pontuais, há um problema de saúde pública muitas vezes esquecido: a obesidade. Uma doença que afeta 500 milhões de pessoas em todo o mundo, mas pode piorar no futuro, dado que hoje 1,6...Ler mais »
É possível usar pombos na detecção do câncer?

É possível usar pombos na detecção do câncer?

Saúde
Uma das grandes batalhas na luta contra o câncer é melhorar a detecção e o diagnóstico precoce de tumores. Além dos avanços com tratamentos inovadores, como a imunoterapia, os pesquisadores estão trabalhando para “capturar” células cancerosas mais precisa e rapidamente. Nesse sentido, técnicas como a ressonância magnética nuclear, a tomografia computadorizada, a análise de biomarcadores ou as mamografias nos ajudam a detectar o câncer. Nessa luta contínua contra esta grande variedade de doenças, a comunidade científica tem feito progressos significativos em...Ler mais »
Limpar o lixo espacial desde fora da Terra com este “motor” chinês

Limpar o lixo espacial desde fora da Terra com este “motor” chinês

tecnologia
Meio milhão de peças fora de uso orbitam ao redor da Terra a uma velocidade vertiginosa de quase oito quilômetros por segundo. Isto é o que as agências espaciais denominam lixo espacial, que põem em perigo os satélites e missões que possam “se colocar” em seu caminho. Hollywood inclusive alertou sobre este problema, retratado muito bem no filme Gravity. No filme estrelado por Sandra Bullock e George Clooney, um pedaço de lixo espacial golpeia o ônibus espacial Explorer. São momentos muito...Ler mais »
Mais perto dos órgãos artificiais: criam um “mini fígado” no laboratório

Mais perto dos órgãos artificiais: criam um “mini fígado” no laboratório

Futuro
Um dos grandes desafios da medicina regenerativa é a criação de órgãos artificiais. Graças à investigação em células mãe, esta possibilidade está cada dia mais perto. Conseguir isso seria fundamental para dispor de órgãos tão importantes como o coração, pulmões, rins ou fígado “à la carte”, de forma que a lista de espera para receber um transplante seria uma coisa do passado. Apesar do progresso e da aplicação de novas tecnologias, como impressão 3D, o desenvolvimento de órgãos artificiais continua sendo...Ler mais »