Como a Casa Batlló utiliza Snapchat para popularizar o museu

Como a Casa Batlló utiliza Snapchat para popularizar o museu

digital
Três estudantes da Universidade de Stanford desenvolveram em 2010 um aplicativo desconhecido chamado Snapchat. Hoje em dia, o app se tornou bastante popular entre os jovens, que a usam para enviar ou mostrar fotografias e vídeos de dez segundos, nos que podem incluir emoticones, desenhos ou textos. Entre um aplicativo de mensagem instantânea e uma rede social para transmitir ao vivo o que está acontecendo, Snapchat é a última revolução celular. Seus números assustam: cada dia tem mais de 10 bilhões...Ler mais »
Adolescentes criam minicérebros em laboratório para estudar o zika vírus

Adolescentes criam minicérebros em laboratório para estudar o zika vírus

Saúde
A impressão 3D é uma das tecnologias mais prometedoras dos últimos anos. Sua aplicação aponta a uma nova revolução da saúde, a ciência e engenharia de novos materiais ou a arquitetura. O emprego desta técnica também pode servir para estudar uma das ameaças mais recentes, a infeção por zika vírus. Estudantes do ensino médio nos Estados Unidos decidiram usar a impressão 3D para criar minicérebros em laboratório. Sua ideia permitiu mimetizar bastante bem um órgão tão complexo como o cérebro, que...Ler mais »
Assim é a porta de entrada para o interior de nossas células

Assim é a porta de entrada para o interior de nossas células

conhecimento
Que diferença há entre uma papoula e uma bactéria? E entre um microorganismo e um pássaro? Por que somos mais parecidos com um gato que com um vírus? Quais são as semelhanças entre um ser humano e um carvalho? A resposta está em nosso interior, em particular, nas milhões de células que fazem parte de um ser vivo. Os organismos se diferenciam de acordo com seu tipo de célula. Os denominados eucariontes, apresentam células com núcleo, ou seja, com uma parte...Ler mais »
Mapeiam as redes neurais com uma precisão vinte vezes maior

Mapeiam as redes neurais com uma precisão vinte vezes maior

conhecimento
O cérebro continua sendo um mistério para a ciência. Se entendêssemos como funciona, seríamos capazes também de determinar por que acontecem transtornos como a esquizofrenia ou as doenças neurodegenerativas. A tecnologia pode ajudar nestes esforços. A impressão 3D, por exemplo, nos ajuda a criar modelos dos sulcos e giros do cérebro. E inclusive a luz e os ultrassons podem servir para controlar os neurônios. No estudo da mente, ganha uma especial relevância o papel que desempenham as redes neurais, ou seja,...Ler mais »
Videogames como simuladores para conscientizar a sociedade

Videogames como simuladores para conscientizar a sociedade

educação
Os videogames causaram polêmica há anos, quando se pensava que os criados com estratégias de violência e outros temas poderiam afetar aos usuários. Porém, nada mais distante da realidade. Longe de serem nocivos, foi comprovado que podem ajudar a nossa saúde estimulando o cérebro e podem ser uma ferramenta interessante na educação. Outros programas, como este do MIT, nos permitem avançar na ciência mapeando nosso sistema nervoso central. Inclusive alguns videogames foram associados com um incremento da produtividade. O lado mais...Ler mais »
O “lado escuro” do DNA se ilumina graças à tecnologia

O “lado escuro” do DNA se ilumina graças à tecnologia

conhecimento
A finalização do Projeto Genoma Humano, abriu as portas para a medicina personalizada. No inicio do século XXI, os pesquisadores acreditavam que seria possível sequenciar o DNA, para determinar a predisposição a sofrer uma doença e inclusive criar meios para individualizar os tratamentos. Isto, que naquele longínquo 2003 parecia uma quimera, começa a se tornar possível . E nos ajuda também a revelar segredos até agora desconhecidos, como a função do DNA escuro, traçando deste modo um claro paralelismo com...Ler mais »
A matemática pode prever as mudanças nos preços do petróleo

A matemática pode prever as mudanças nos preços do petróleo

conhecimento
A queda nos preços do petróleo desde 2014, provocou uma autêntica turbulência na economia a nível internacional. O custo do barril por volta dos 40 dólares causou um importante impacto também nas empresas que cotizam na bolsa, que Bloomberg calculou em 7,4 bilhões de dólares. É que há dois anos, o também conhecido como “ouro negro” viu como seu preço se reduzia até cair 70%, de acordo com El Confidencial. No futuro, o ideal seria contar com modelos que simulassem as...Ler mais »
O satélite russo que quer se transformar no ponto mais brilhante do céu

O satélite russo que quer se transformar no ponto mais brilhante do céu

conhecimento
Estamos acostumados a ouvir falar de satélites que, depois de colocados em órbita, nos ajudarão a mapear o aquecimento global, as dinâmicas dos oceanos ou a contaminação atmosférica. O que talvez poucos saibam é que, às vezes, os satélites podem ter objetivos muito diferentes aos devidos de um projeto científico. Este é o caso de Mayak, uma iniciativa que obteve mais de 29.000 dólares em uma campanha do crowdfunding. Qual a função deste satélite russo? Os tempos em que vivemos têm...Ler mais »
Estudantes criam Bioo, um sistema para obter eletricidade a partir das plantas

Estudantes criam Bioo, um sistema para obter eletricidade a partir das plantas

Futuro
A biotecnologia, se define como o uso de organismos vivos ou partes dos mesmos para produzir bens e serviços. Uma de suas últimas utilidades, inspirando-se nas plantas, pode servir para gerar eletricidade de forma eficiente, sustentável e barata. Graças ao sistema Bioo, criado pelos estudantes da Universidade Autônoma de Barcelona e da Universidade Ramón Llull com a startup Arkyne Technologies, as famílias poderiam cobrir suas necessidades básicas de eletricidade através de painéis de 10×10 metros de vegetação. Mas como funciona? O...Ler mais »
Um laboratório de Valência colabora com o CERN para entender a evolução das estrelas

Um laboratório de Valência colabora com o CERN para entender a evolução das estrelas

conhecimento
Na origem do universo, o cosmos apresentava matéria muito elementar, principalmente hidrogênio, uma quarta parte de hélio e umas traças de lítio. Durante aqueles primeiros instantes, não houve tempo suficiente para a formação dos átomos mais pesados, portanto as estrelas primigênias não apresentavam outros elementos como carbono, nitrogênio ou ferro. Esta diferente composição química também significa que, ao estudar as estrelas do céu, quanto menor seja sua metalicidade, mais antigas serão. A pesquisa das primeiras estrelas do universo, que não apareceram...Ler mais »