Divertir-se com este jogo on-line é ajudar a combater o Alzheimer

Por , 29 de Outubro de 2016 a las 12:00
Divertir-se com este jogo on-line é ajudar a combater o Alzheimer
Saúde

Divertir-se com este jogo on-line é ajudar a combater o Alzheimer

Por , 29 de Outubro de 2016 a las 12:00

O jogo on-line Stall Catchers é um projeto de crowdsourcing que ajuda a combater o Alzheimer com a ajuda dos seus usuários.

Tags:
CéREBRO

A evolução dos algoritmos informáticos e a capacidade cada vez maior para processar grandes quantidades de dados estão tendo um impacto destacável na pesquisa científica. O caso do supercomputador Watson talvez seja um dos mais conhecidos. A máquina recebe uma enorme quantidade de informação e a partir daí é capacitada para oferecer conselho médico. É um exemplo do que pode ser feito com a análise de dados. No entanto, há algumas tarefas que ainda não podem ser automatizadas.

Este é um problema que dois cientistas da Meining School of Biomedical Engineering, pertencente à Universidade de Cornell (no estado de Nova York), enfrentaram. Ambos estavam utilizando ratos para investigar os fluxos sanguíneos do cérebro que contribuem para gerar a doença de Alzheimer.

Um paciente com esta doença pode ter até 2% dos vasos sanguíneos do cérebro obstruídos, o que poderia reduzir o funcionamento deste em 30%. Estes científicos descobriram o mecanismo responsável pela redução do fluxo sanguíneo e podem melhorar as capacidades cognitivas do paciente com um medicamento que melhore o fluxo sanguíneo. No entanto, necessitam saber quais zonas são as afetadas.

Crowdsourcing científico

Aqui é onde entra o videogame on-line Stall Catchers. Trata-se de um software simples. Pode ser acessado através de um navegador com um cadastro simples, através de uma conta de e-mail ou qualquer dos serviços que utilizamos habitualmente. Consiste em um microscópio virtual mostrado aos usuários. Estes têm que identificar nesta imagem, que não é nada mais que um conjunto de vasos sanguíneos, as zonas que estão obstruídas.

Na verdade, o que os usuários estão fazendo é descobrir os vasos sanguíneos que estão obstruídos em casos reais. Desta forma os científicos, que depois revisam o que os jogadores definiram, têm mais facilidade para estabelecer um tratamento.

Encontrar os vaso sanguíneos obstruídos não é uma tarefa que os cientistas tenham conseguido automatizar, mas devem fazê-lo de forma manual, analisando as imagens uma a uma. Para ter uma ideia: em duas horas num laboratório, o pesquisador pode extrair imagens que precisam de, ao menos, uma semana de análise de uma pessoa. Em outras palavras, para testar um tratamento em uma mostra, se emprega uma semana, enquanto que para analisar as imagens teria sido necessário um ano inteiro.

O videogame Stall Catchers não é outra coisa que um projeto de crowdsourcing. E não é tão estranho este tipo de iniciativas no âmbito científico, precisamente porque existem certas tarefas que a não podem ser automatizadas.

Imagem: Geralt

Texto Anterior

Criar uma máquina virtual passo a passo com VirtualBox

Criar uma máquina virtual passo a passo com VirtualBox
Próximo Texto

Esta futura usina solar fornecerá energia a um milhão de lares

Esta futura usina solar fornecerá energia a um milhão de lares

Recomendados