O Prêmio Nobel de Fisiologia ou Medicina vai para a reciclagem

Por , 4 de Outubro de 2016 a las 19:00
O Prêmio Nobel de Fisiologia ou Medicina vai para a reciclagem
conhecimento

O Prêmio Nobel de Fisiologia ou Medicina vai para a reciclagem

Por , 4 de Outubro de 2016 a las 19:00

A academia sueca outorga o Prêmio de Fisiologia ou Medicina a Yoshinori Ohsumi, o cientista japonês que estudou como as células se autodevoram

Nosso organismo funciona através de mecanismos surpreendentemente eficientes e austeros. No caso de que um patógeno nos ataque ou soframos períodos de inanição, as células são capazes de se autodestruir com o objetivo de reciclar os componentes existentes em seu interior. Este processo de denomina autofagia e foi o protagonista do Prêmio Nobel de Fisiologia ou Medicina de 2016.

Nos anos sessenta, os pesquisadores começaram a estudar um mecanismo atra´ves do qual as células, literalmente, se autodevoravam. A autofagia, este processo de “canibalismo” celular está tão conservado ao longo da evolução que as leveduras (aquele fungo unicelular usado na fabricação de pão e cerveja) usam o mecanismo de forma similar aos seres humanos.

Isto permitiu que o japonês Yoshinori Ohsumi, cientista do Instituto de Tecnologia de Tóquio, estudasse nos anos noventa o processo de autofagia em leveduras. Assim, pôde desenvolver uma série de experiências para determinar quais genes intervêm neste mecanismo biológico e as etapas necessárias para completá-lo. O Instituto Karolinska da Suécia premiou estes trabalhos que permitiram conhecer um processo essencial no funcionamento de nossas células.

nobelautofagia2

O Prêmio Nobel de Fisiologia ou Medicina, reconheceu um dos experimentos essenciais para saber mais sobre a biologia de nossas células. Mas estas pesquisas também possuem um importante peso em medicina. Resulta que se ocorrem mutações nos genes que regulam a autofagia ou se acontece qualquer erro neste mecanismo, podem aparecer patologias como o câncer ou as doenças neuro-degenerativas.

Através da autofagia, as células se devoram, fechando-se em uma espécie de sacos. Estas membranas são transportados a estruturas denominadas lisossomos, encarregados de degradar e reciclar os componentes celulares existentes em seu interior. Deste modo, os experimentos de Ohsumi foram essenciais para entender um mecanismo que ajuda a nossas células a se reciclar e que possui importantes implicações em nosso estado de saúde.

A concessão do Prêmio Nobel de Fisiologia ou Medicina é apenas o primeiro capítulo da entra destes prêmios anuais. A Academia sueca anunciará esta semana os prêmios nas categorias de Física, Química e Paz, enquanto que o Banco da Suécia fará o mesmo no dia dez de outubro com a oficialização do Nobel de Economia. O último prêmio, o Nobel de Literatura, será revelado na quinta-feira, 13 de outubro. Ohsumi foi reconhecido depois de que o Prêmio Nobel de Fisiologia ou Medicina do ano passado fosse para a luta contra os parasitas.

Imagens | Canada Science and Technology Museum (Flickr), Instituto de Tecnologia de Tóquio

Texto Anterior

Zoho, um escritório online para trabalhar onde quiser

Zoho, um escritório online para trabalhar onde quiser
Próximo Texto

Empresa 4.0: tendências da economia digital

Empresa 4.0: tendências da economia digital

Recomendados