Como se transformar num cyborg

Por , 14 de Setembro de 2016 a las 19:00
Como se transformar num cyborg
Futuro

Como se transformar num cyborg

Por , 14 de Setembro de 2016 a las 19:00

A startup Cyborg Nest desenvolveu um inovador dispositivo, North Sense, uma nova tecnologia que nos aproxima do transhumanismo através de um novo mecanismo similar a uma bússola que se incorpora ao indivíduo.

Cyborg Nest promete dar ao homem um sexto sentido: o da navegação. Liviu Bavitz, cofundador da empresa, foi o artífice deste ambicioso projeto, que consiste na implantação de um chip na pele que permitirá que a pessoa que o tenha incorporado se orientar como se levasse uma bússola em seu interior. Um argumento de filme futurista que nos lembra títulos como Origin o Minority Report. Mas não é cinema. A ficção científica já está aqui, trazida por esta empresa tecnológica e seu atrevido ponto de vista, que não é outro que a transformação do ser humano em um cyborg. Com North Sense você vai ter certeza de não perder o norte. E não no sentido figurado.

serumcyborg2

A tecnologia indica o caminho

A internet das coisas está cruzando fronteiras no âmbito tecnológico, agora também com presença no mundo dos cyborgs. Mas há exceções para tudo, como bem sabe a empresa cujo nome em português significa “ninho de cyborgs”. O dispositivo em questão não usa internet, mas funciona com bluetooth, e desta forma nada em direção contrária a este fenômeno do IoT. O chip transmite uma vibração ao indivíduo quando identifica que este vai em direção norte, para que, assim, a orientação seja perfeita e sempre saiba aonde vai. O tamanho do artefato não é maior que o da unha de um polegar, pelo que não será muito incômodo levá-lo colado na pele, ou pelo menos não mais do que usar um brinco.

O que presumivelmente será o sexto sentido do ser humano nos permitirá ter lembranças mais precisas e sentir saudades de uma forma mais específica, pelo menos é o que afirmam os responsáveis do projeto em Cyborg Nest. Você não só vai lembrar da primeira vez que beijou sua namorada, mas também a direção na que foi o beijo. Este lance da empresa britânica está dentro do movimento do transhumanismo, que pretende transformar e melhorar o ser humano através das novas tecnologias da engenharia, robótica, etc. Por exemplo, sentir o norte, que se transforma em algo inerente se vê reforçado através deste chip prodigioso que transmite fluxos de dados ao cérebro, relacionados com sua orientação em terra, contribuindo assim a modificar sua percepção do mundo.

O primeiro de muitos

A empresa inglesa já fala de futuros projetos que aproximem o ser humano de um verdadeiro organismo cibernético. Um dos cofundadores da entidade é o excêntrido Neil Harbisson, a primeira pessoa reconhecida como cyborg por um governo, que leva uma antena implantada na cabeça que permite que ele perceba cores extraterrestres, entre muitas outras “vantagens”. Uma iniciativa como a de Cyborg Nest, realizada por Harbisson e outros empreendedores com uma visão similar do mundo não pode parar por aí, mas, sem dúvida alguma, chegará muito mais longe. O sentido de orientação não é o último com o que contaremos, boa notícia para os entusiastas deste tipo de avanços e mais uma razão para que os céticos se assustem da rapidez com que avançam as novas tecnologias.

No momento, vamos ficar com um nome: North Sense. Pode ser que logo este dispositivo esteja vibrando na sua própria pele, sem ser muito incômodo, mas ainda exigindo ser recarregado com certa frequência. Se poderá reservar um destes chips por 350 dólares ainda em setembro.

Não teremos que esperar muito para dar mais um passo na direção de ser um cyborg e poder sentir que nos orientamos perfeitamente. Depende unicamente de nós.

Texto Anterior

Sobre como tecnologia e ecologia se vão aliando cada vez mais

Sobre como tecnologia e ecologia se vão aliando cada vez mais
Próximo Texto

A corrida espacial marca seu próximo grande objetivo

A corrida espacial marca seu próximo grande objetivo

Recomendados