O ônibus do futuro está muito presente

Por , 3 de Agosto de 2016 a las 15:00
O ônibus do futuro está muito presente
Futuro

O ônibus do futuro está muito presente

Por , 3 de Agosto de 2016 a las 15:00

Até agora é conhecido como “o ônibus do futuro”, mas a realidade é que os veículos públicos com direção autônoma estão muito mais perto do que pensamos.

Os carros da Tesla já estão dando os primeiros passos para se revelar como veículos autônomos para particulares mais avançados do mundo. Mas, e os coletivos e os públicos? Algumas cidades do mundo, como Dubai, já têm sistemas de metrô que ultrapassaram 100% dos motoristas humanos; automaticamente, sem a mediação humana, eles circulam pela cidade em seus trilhos. Mas a chave está aí, nos trilhos: têm seu trajeto delimitado e não têm que passar por estradas onde outros veículos circulam.

Mercedes, um dos principais emblemas da Alemanha, leva tempo estudando sobre o campo da direção autônoma. No entanto, acaba de lançar sua proposta para a divisão de ônibus das cidades. De momento em fase de testes em Amsterdam, já está se revelando como o mais hábil na matéria. Apelidado de “o ônibus do futuro”, esta seria a primeira rede urbana capaz de dispensar os motoristas humanos.

Com seu sistema CityPilot, semelhante ao utilizado pela empresa para os pilotos automáticos de seus caminhões, permite a estes veículos grandes circular por suas vias previamente sinalizadas por longos períodos de tempo.

futurebus2

Podemos, então, prescindir do controle humano? É claro, mas tendo em conta o número de pessoas que embarcam num ônibus, isso seria impensável. No entanto, é um progresso para chegar a uma verdadeira autonomia. Os desenvolvedores do ônibus pelo momento só conseguiram que circule por uma determinada via preparada para isso, mas estão trabalhando para que possa ir de parada em parada, atravessar túneis e ler sinais de trânsito.

O objetivo da Mercedes não é começar a produzir este modelo de forma escalável até dentro de alguns anos. Ao contrário de outras empresas, sua intenção é aproveitar certas vantagens do CityPilot e ir incorporando elas gradualmente em futuros modelos na venda. E acima de tudo, estudar o comportamento e as aplicações que podem ter no futuro próximo.

Texto Anterior

Quando o big data salva vidas

Quando o big data salva vidas
Próximo Texto

Por que o assistente pessoal do criador de Siri está causando sensação

Por que o assistente pessoal do criador de Siri está causando sensação

Recomendados