Prolongando a vida útil do smartphone

Por , 15 de Julho de 2016 a las 07:00
Prolongando a vida útil do smartphone
digital

Prolongando a vida útil do smartphone

Por , 15 de Julho de 2016 a las 07:00

Desde consulta de redes sociais e notícias para o uso de ferramentas como a câmera ou alarme. Uma série de funcionalidades que fazem com que não deixemos o smarpthone nem um momento. Mas, como qualquer outra ferramenta, necessita de cuidados especiais.

Esta semana, uns amigos e eu decidimos marcar para tomar alguma coisa no centro de Madrid. Somos um grupo muito heterogêneo, formado por estudantes universitários e trabalhadores do setor da hotelaria e dos meios de comunicação. Cada um tem suas próprias coisas, mas temos algo em comum: estamos sempre com o smartphone na mão.

Há alguns anos, para a grande maioria, era impensável que um celular pudesse se transformar num instrumento fundamental em nossas vidas. Como sabemos, no próprio smartphone temos todas as ferramentas necessárias para o trabalho, fazendo-nos esquecer de todos os outros aparelhos que antes enchiam mochilas e bolsos.

Agora, podemos dizer que o uso que fazemos do nosso telefone celular é o correto? Durante a tarde, entre conversas, comentávamos os vários erros no uso dos dispositivos. A conclusão foi muito clara: não temos a mesma preocupação com a saúde do smartphone que com a de um computador e tudo indica que é, simplesmente, porque é um telefone e o conceito de telefone, apesar do passar dos anos, ainda é diferente do de outros dispositivos. Algo pouco lógico, uma vez que, como indica o estudo realizado pela comScore: “2016 U.S. Cross-Platform Future in Focus”, cada vez destinamos mais tempo aos smartphones, enquanto o computador vai perdendo importância em nossas vidas.

Apesar dessa mudança na dinâmica na hora de nos conectar, o cuidado que temos para com o smartphone não é o mesmo que com todos os dispositivos. Mostramos a seguir uma lista dos vários erros e mitos que existem no uso dos telefones celulares. Tenho certeza que todo mundo cometeu pelo menos um desses erros:

  • Nunca desligar o dispositivo. Um dia é dividido em três faixas de oito horas: uma para trabalhar, outra para se divertir e a última para dormir. Neste caso, a mesma coisa acontece com os smartphones, já que não é aconselhável tê-los sempre ligados, uma vez que precisam de momentos de repouso, que refletem na bateria e para reiniciar a atividade do processador.
  • Usar carregadores não oficiais. Por um lado, a complexidade dos carregadores e as diversas tensões são diferentes entre os fabricantes e os telefones. Além disso, os carregadores oficiais têm medidas de segurança para evitar o sobreaquecimento ou picos de tensão para proteger o dispositivo.
  • Deixar o smartphone carregando durante a noite. Temos o telefone na mão durante todo o dia, e a única vez que o deixamos “tranquilo” é quando dormimos. Isso é quando aproveitamos para recarregar a bateria durante a noite, certificando-se de que a carga é suficiente para o dia seguinte. É uma situação que parece certa, mas dá prejuízo a longo prazo, já que deixar o telefone ligado quando estiver totalmente carregada pode acabar danificando a bateria.
  • Não usar o bloqueio de tela. Quando você vai a uma agência bancária, você tem um código no cartão para evitar roubos? Com os smartphones ocorre o mesmo, já que não usar quaisquer medidas de segurança ou liberar sistema de bloqueio deixa você “pelado” perante os que querem pegar seu telefone emprestado, sem você saber, o que lhes permite acessar toda a informação que você tem no dispositivo sem qualquer impedimento, e que é normalmente muito completa.
  • Salvar muitas imagens na memória interna. O que acontece quando enche muito uma garrafa? A água sai e perde muito líquido. Com a memória do telefone acontece algo parecido, porque tudo tem um limite, e quando ultrapassamos esse limite não deixa salvar imagens e o sistema fica mais lento. Para evitar chegar a estas situações, recomendamos o uso de um cartão SD ou transferir imagens para um disco rígido externo ou serviço na nuvem.
  • Não usar qualquer sistema antivírus para celular. Aos poucos, os usuários estão percebendo que o telefone celular é como um pequeno computador e devemos cuidá-los como tal, apesar de que ainda não acabe de estar claro para todos. Na verdade, o celular não está livre de ter vírus e malware, então existem vários programas para proteção.
  • Carregar o telefone conectando o USB ao computador. Não é o mesmo carregar um terminal com o cabo USB conectado a um computador que usando o carregador. As portas USB tem uma amperagem muito baixa, o que só mantém o estado de carga sem que avance.

Estes pequenos passos, juntamente com o senso comum, farão com que nossos celulares estejam conosco por um longo tempo, para tirar fotos de grandes momentos e compartilhar com seguidores nas redes sociais.

Texto Anterior

Airbus desenvolve a primeira moto impressa em 3D

Airbus desenvolve a primeira moto impressa em 3D
Próximo Texto

Já podemos armazenar nossas lembranças em Snapchat

Já podemos armazenar nossas lembranças em Snapchat

Recomendados