Em que consiste a realidade aumentada?

Por , 6 de Julho de 2016 a las 19:00
Em que consiste a realidade aumentada?
conhecimento

Em que consiste a realidade aumentada?

Por , 6 de Julho de 2016 a las 19:00

Sempre pensei que, basicamente, o que diferencia as pessoas umas das outras é precisamente o conjunto de capacidades que têm de perceber o mundo de maneiras diferentes.

E é aí que reside parte da grandeza da humanidade. Entre todos, a imagem pode ser muito mais rica, mais colorida, mais fina, mais perfilada. Cada interpretação ajuda a compor o mosaico, mas nunca será completo.

Qual é então a realidade? É verdade o que vemos? Você vê o que eu vejo? A tecnologia pode ajudar-nos a perceber melhor o mundo?

As três primeiras questões são difíceis de responder e, provavelmente, são objeto de outras áreas do conhecimento, como a filosofia. O objetivo deste post (e de outro com o que formará uma série) centra-se em responder à quarta questão e quer aprofundar na descrição de um conjunto de tecnologias que ajudam a melhorar a percepção do mundo: a realidade aumentada. O relatório completo, em PDF, a partir do qual se realizou esta síntese pode ser baixado no site da Fundação Telefônica.

O conceito de realidade aumentada (em Inglês Augmented Reality ou AR) reúne tecnologias que permitem a sobreposição, em tempo real, de imagens, marcadores ou informações geradas virtualmente, em imagens do mundo físico. Cria-se assim um ambiente no qual as informações e objetos virtuais fundem-se com objetos reais, oferecendo uma experiência para o usuário que pode pensar que faz parte de sua vida diária, até mesmo esquecendo-se da tecnologia que o suporta. É por isso que a realidade aumentada pode ser entendida como uma tecnologia que oferece uma nova lente para ver o mundo, para percebê-lo de uma maneira “aumentada”.

Os avanços em dispositivos móveis, principalmente nos smartphones, mas também em diferentes tecnologias que combinam o mundo real com informação virtual, deram lugar a que pudéssemos desfrutar desses aplicativos e que a realidade aumentada já esteja posicionada no setor de consumo de forma generalizada. Mas o elemento essencial nesta mistura que compõe a realidade aumentada é a disponibilidade de conectividade permanente já que precisamente o potencial de muitos destes serviços é o acesso à informação digital adicional ao mundo físico atualizado em tempo real e isso somente é possível graças à infraestrutura e redes de telecomunicações.

augmentedreality2

De maneira simplificada, portanto, quatro ingredientes básicos são necessários para compor um serviço de realidade aumentada:

  • Um elemento que capture imagens da realidade que estão vendo os usuários. Por exemplo, uma simples câmera dessas presentes nos computadores ou telefones celulares.
  • Um elemento sobre o que projetar a mistura de imagens reais com imagens sintetizadas. Para isso, pode-se usar a tela do computador, um telefone celular ou de um videogames.
  • Um elemento de processamento, ou vários deles trabalhando juntos. Sua tarefa é interpretar as informações do mundo real recebidas pelo usuário, gerar a informação virtual que cada serviço específico necessita e misturá-las corretamente. Novamente encontramos em PCs, celulares ou consoles nesses elementos.
  • Um elemento que poderia ser chamado de “ativador de realidade aumentada”. Em um mundo ideal o ativador seria a imagem que os usuários estão vendo, já que é a partir dela que o sistema deve reagir. Mas, dada a complexidade técnica que este processo requer, se usam outros elementos. Trata-se então de elementos de localização, como GPS, bússolas e acelerômetros que identificam a posição e a orientação dos dispositivos, bem como etiquetas do tipo RFID ou códigos bidimensionais ou, em geral, qualquer outro elemento capaz de fornecer informações equivalentes às que proporcionariam o que o usuário vê, tais como sensores. Em um caso ideal, alguns destes elementos poderiam eventualmente ser eliminados. Isto ocorreria se se conseguisse, por exemplo, projetar a informação sintetizada de modo que o olho seja capaz de ver, seja sobre óculos, diretamente sobre a retina, ou com alguma técnica holográfica avançada.

As tecnologias de realidade aumentada chegaram para completar a nossa visão do mundo ampliando nossa percepção e ajudando a compor um mosaico com granularidade cada vez mais fina e melhorada.

Texto Anterior

As melhores ferramentas para design

As melhores ferramentas para design
Próximo Texto

As invenções que Júlio Verne previu

As invenções que Júlio Verne previu

Recomendados