Tem sentido desligar o roteador à noite?

Por , 3 de Julho de 2016 a las 12:00
Tem sentido desligar o roteador à noite?
digital

Tem sentido desligar o roteador à noite?

Por , 3 de Julho de 2016 a las 12:00

Fora uma ínfima economia de energia, a resposta é não. De fato, ligar e desligar o roteador pode ser prejudicial para o aparelho.

Na cultura tecnológica das diferentes sociedades existem hábitos e manias com pouca base que se praticam simplesmente porque levam tempo sendo feitas ou porque em outra época tinham alguma justificativa. O avanço tecnológico faz com que muito dos pequenos inconvenientes dos dispositivos se superem. Aconteceu, por exemplo, com as baterias e seu efeito memória, ou as televisões de plasma, nos que não era recomendável manter durante muito temo a mesma imagem dado que podia ficar gravada na tela. Com os roteadores domésticos acontece algo similar, com o costume de desligá-los, mas realmente não há motivos para isso.

Em primeiro lugar, o argumento mais básico pode ser o econômico-energético. E, neste sentido, pode ter certa razão. Algo desligado sempre consumirá menos que algo ligado, por menor que seja este consumo. Se a intenção é economizar o máximo, desligar o roteador às noites pode ter sentido. É a única opção. Mas, ainda assim,um roteador médio, com um consumo de entre 8 e 20 W, tem um consumo anual bastante reduzido. Uma opção melhor mais interessante nesse sentido seria usar a função de cortar a rede WiFi durante a noite em um horário predeterminado. Nem todos os roteadores a têm, mas é uma opção mais saudável para o roteador.

Outro argumento que se costuma usar a favor de desligar o roteador é que eles nunca descansam se não são desligados e isso encurtaria sua vida. Em primeiro lugar, todo produto tecnológico tem uma duração mais ou menos determinada com um uso máximo. Mas realmente quando o roteador “sofre” mais é quanto tem muita atividade e carga de trabalho. Se, durante à noite, está liberado e ninguém em casa usa a conexão à internet, o roteador estará praticamente em repouso. Além disso, hoje em dia, estão totalmente preparados para aguentar cargas enormes de tráfego, comparados com o de faz alguns anos. A durabilidade é cada vez maios e, normalmente, se troca de roteador por mudança de companhia ou por passar do ADSL para fibra ótica. O que sim pode afetar negativamente sua vida é estar ligando e desligando o roteador continuamente. Melhor, por tanto, é deixá-lo ligado.

O último argumento, e o de menor é o das radiações cancerígenas. Existe um crescente mito sobre a hipersensibilidade eletromagnética e, a verdade, é que isso não existe. No que se refere à radiação WiFi, esta é não ionizante, pelo que não pode interagir com o DNA e provocar câncer ou alterar a saúde. E o pior de tudo: se fosse assim, não importaria a hora da noite ou do dia, pelo que o conselho deveria ser “apague o roteador e se esqueça da internet”. Simplesmente absurdo.

Texto Anterior

Músculos para robôs inspirados na anatomia humana

Músculos para robôs inspirados na anatomia humana
Próximo Texto

Os sensores flexíveis têxteis dão mais possibilidades para a roupa do futuro

Os sensores flexíveis têxteis dão mais possibilidades para a roupa do futuro

Recomendados