ButterflyDress, o primeiro vestido inteligente da Intel

Por , 4 de Maio de 2016 a las 19:00
ButterflyDress, o primeiro vestido inteligente da Intel
Futuro

ButterflyDress, o primeiro vestido inteligente da Intel

Por , 4 de Maio de 2016 a las 19:00

A campanha ‘experience amazing’ une a alta costura com a tecnologia através de uma criação de Ezra e Tuba

“Se você nasceu sem asas, não faça nada para impedir que as suas cresçam”, Coco Chanel. Talvez tenha sido esta conhecida frase que inspirou as irmãs Ezra e Tuba Cetin a desenhar um espetacular vestido inteligente com Intel. Finalmente a alta costura se une à mais alta tecnologia para permitir o nascimento de ButterflyDress: um deslumbrante tecido feito com fibras metalizadas. Sua calda está decorada com flores azuis e em seu decote e ombros está grande parte de sua mágica: 50 borboletas em movimento. Quando a modelo que veste a roupa move os braços, as borboletas começam a voar a seu redor. Depois caem no chão. Isso sim, não voltam a seu ponto inicial, o que, por outro lado, concluiria esta poesia colocada em cena.

Um vestido capaz de interagir com o ambiente

A chave de tudo está no chip da Intel Edison, nas fibras ópticas e nos sensores de proximidade que permitem que a roupa possa interagir com o ambiente. Graças a isto, as borboletas, quando detectam um objeto a menos de 30 cm do vestido começam a voar. Se você preferir, também pode ativá-las através do celular para que voem.

A escolha das borboletas, de acordo com as designers, é o símbolo da etapa que está vivendo atualmente a moda: uma intensa transformação devido à incorporação da tecnologia no setor.

O vestido é fruto de um trabalho de mais de dois meses. Isso sim, conseguiram os objetivos esperados: um design leve, de oito quilos, equipado com oito servomotores, um sensor ultrassônico de proximidade e baterias recarregáveis Li-Íon. Exceto o primeiro design, todos os demais foram elaborados exclusivamente para o projeto ‘experience amazing’

O módulo de computação Intel Edison, que torna possível o movimento das borboletas é um microcomputador do tamanho de uma caixa de fósforos, mas acaba de ser criado outro, ainda menor, para que possa ser ocultado em qualquer parte da roupa.

Um primeiro grande passo no caminho

Mas isto é só a ponta do iceberg. Este vestido, foi ideado para uma casamento ou para vestir a uma cantora, mas seus criadores estão convencidos de que a moda inteligente é o futuro e já colocaram mãos à obra. Na apresentação da criação, mostraram alguns de seus próximos projetos, entre os quais está incluído um colar, braceletes com escâner, roupa esportiva que muda de cor dependendo da temperatura do atleta, ou um vestido que fica invisível e que será apresentado neste verão na Turquia ou Milão.

A verdade é que hoje ainda parece algo estranho usar roupa com tecnologia integrada, mas logo será como usar um smartphone. Atualmente estes vestidos são de alta costura, mas se espera que cheguem ao público em geral através das grandes cadeias comerciais. Para isto, já está sendo criada uma coleção que incorpora tecnologia mais funcional e prática. Que a tecnologia faça parte da nossa roupa será logo, logo tão simples como “costurar e cantar”.

Texto Anterior

Erros comuns na vida de uma Startup

Erros comuns na vida de uma Startup
Próximo Texto

Apple abandona uma histórica etapa de 13 anos de crescimento

Apple abandona uma histórica etapa de 13 anos de crescimento

Recomendados