Como conseguir que as crianças naveguem de forma segura na Internet

Por , 28 de Março de 2016 a las 15:00
Como conseguir que as crianças naveguem de forma segura na Internet
digital

Como conseguir que as crianças naveguem de forma segura na Internet

Por , 28 de Março de 2016 a las 15:00

O segmento da população mais vulnerável no momento de navegar pela Internet, sem dúvida alguma, é o dos menores de idade, em particular aqueles que se encontram na pré-adolescência. Por isso são tão importantes todos os conselhos de segurança que possam receber.

Por causa do Dia da Internet Segura 2016, os especialistas e as associações vinculadas a esta iniciativa querem insistir na necessidade por parte da sociedade de proteger a privacidade dos menores. Com o lema “Play your part for a better Internet” (Faça sua parte para melhorar a Internet), nos lembram que todos somos responsáveis do conhecimento ou desconhecimento que os jovens possam ter sobre os perigos que espreitam na rede.

A idade na que começam a utilizar Internet foi reduzida até, por incrível que pareça, os 2 ou 3 anos, idade na qual as crianças já costumam ter acesso de forma habitual a algum celular que possui conexão com à internet. É por isto que queremos salientar uma vez mais a importância dos conselhos que você está prestes a ler. Aplique-os em seu ambiente.

Os conselhos do Dia da Internet Segura

As Redes Sociais, o maior perigo!

Em muitos casos, os pais são grandes desconhecedores das redes sociais. Para que serve cada uma, o que acontece nelas, ou quem faz parte dela, são alguns dos mistérios que acreditam que nunca poderão desvendar. A exclusão digital entre os nativos digitais e a geração anterior não para de crescer, pelo que esta desinformação cada vez se acentua mais.

Mesmo que o jovem seja quem administra seus perfis, são os pais os que têm o dever de controlar as configurações de privacidade e as regras de comportamento básicas.

O primeiro é configurar as opções de privacidade

O papel dos pais neste ponto é fundamental. Além dos óbvios conselhos de manter o perfil fechado a estranhos e permitir que só possam vê-lo os ‘amigos’, se deve recomendar não aceitar convites de amizade de desconhecidos, ou não dar dados pessoais através destes canais.

Claro que, marcar encontros com pessoas que conhecemos através da Internet pode representar um perigo, por isso devemos ter certeza absoluta do que fazemos.

Cuidado com suas publicações

O único que devemos considerar em relação a este ponto é que, no mundo das redes sociais, depois da publicação de uma informação, é praticamente impossível apagar seu rastro. Talvez, quando eliminamos um tweet, pensemos que já não existe, mas nada mais longe da verdade. Ferramentas como Google guardam vestígios dessa informação durante muito tempo.

O conselho mais difundido, e provavelmente o mais útil, é que, sempre que pensemos em publicar alguma coisa em algum de nossos perfis, que nos questionemos: “é assim como quero que me vejam os outros?”

segurançacrianças2

A privacidade deve ser tema de conversa

Falar com os jovens sobre tecnologia desde cedo é fundamental, para habituar suas mentes ao uso seguro das ferramentas que logo terão a sua disposição. E depois de ter estediálogo, a privacidade pode se transformar em um tema de conversa tão corriqueiro como qualquer outro.

Um bom conselho para todos os pais é que sejam amigos de seus filhos no Facebook, Twitter, Instagram, ou qualquer outra rede que utilizem. Isso sim, respeitando sempre suas publicações, sua maneira de se expressar e suas amizades. Assim como seus comentários são públicos, os que nós postemos também será.

Respeito é fundamental

Este ponto não necessita muita explicação. O respeito deve ser a coluna vertebral da atividade de qualquer usuário, que navegue pelas redes sociais. Não devemos esquecer que qualquer coisa que compartilhemos, pode se propagar como pólvora em pouquíssimo tempo.

Alguns conselhos de segurança da Telefônica

Eleven Paths, a companhia de cibersegurança da Telefônica, também nos forneceu pequenos conselhos que, somados aos anteriores, garantem uma navegação segura para todos os jovens.

O principal é usar do bom senso em todas as ações que vamos realizar. Se o que vamos fazer contradiz nossos instintos, devemos pensar duas vezes. Principalmente ao executar qualquer tipo de aplicativo em nosso navegador.

Quanto às redes e a autentificação, os conselhos são simples. Não utilizar redes Wi-Fi abertas para realizar determinados tipos de operações, já que, pode facilitar que alguem roube nossa informação. Por outro lado, devemos utilizar sempre um 2FA em nossas contas, um fator de autentificação imprescindível hoje em dia.

Texto Anterior

DeepMind ganha o melhor jogador de Go (como Deep Blue fez com Kasparov)

DeepMind ganha o melhor jogador de Go (como Deep Blue fez com Kasparov)
Próximo Texto

Scott Kelly e a experiência de viver um ano no espaço

Scott Kelly e a experiência de viver um ano no espaço

Recomendados