Seabin é o projeto mais promissor para manter limpos os oceanos

Por , 21 de Março de 2016 a las 15:00
Seabin é o projeto mais promissor para manter limpos os oceanos
Futuro

Seabin é o projeto mais promissor para manter limpos os oceanos

Por , 21 de Março de 2016 a las 15:00

Seabin é um projeto criado por dois amigos surfistas com a ideia de limpar os resíduos dos oceanos.

A contaminação do ar já é um dos problemas mais sérios aos que se enfrenta a humanidade e o planeta terra como habitat saudável onde viver. Porém, não podemos esquecer que não é a única poluição que afeta a milhares de formas de vida, e que por exemplo, a contaminação dos mares também é mortífera, principalmente quando consideramos que o aumento da temperatura das águas, sozinho, também é mortal. Para lutar contra isto, dois surfistas australianos criaram Seabin, uma lixeira que limpa o oceano.

Para seu correto funcionamento, Seabin possui um recipiente cilíndrico alinhado com uma sacola orgânica que prende os resíduos. É colocada na água, presa com uma corda a uma base flutuante, e se conecta com uma bomba que faz com que a água se mova, o que atrai e faz com que os resíduos sejam filtrados. Após isto, a bomba devolve ao mar a água já limpa.

O melhor de Seabin, é que apesar de necessitar controle humano para esvaziar as sacolas, é capaz de manter os resíduos ao redor, graças as bombas, inclusive mesmo que o “depósito” esteja cheio. Assim, no momento da troca, o lixo cairá dentro sem problemas, ou será retirado manualmente. O projeto se materializou após a observação dos criadores, de que os barcos que atualmente limpam os oceanos são muito caros e, principalmente, pouco eficientes.

Diante disto, as vantagens de Seabin são o baixo custo, sua pouca manutenção, e seu funcionamento ininterrupto, 24 horas por dia. O aspecto de seu baixo custo, além de ser um dos objetivos principais, traz consigo princípios de conservação do meio ambiente inclusive no processo de produção. Para isto, escolheram materiais como a mencionada sacola orgânica.

seabin2

Após obter os fundos que buscavam com o crowdfunding, esperam que a produção de Seabin comece no final de 2016, após 8 anos com a ideia em mente. Seu público alvo serão zonas de muita atividade como portos, lagos, praias ou clubes marítimos.

Texto Anterior

Os implantes corporais poderão ser potenciados com nanogeradores biodegradáveis

Os implantes corporais poderão ser potenciados com nanogeradores biodegradáveis
Próximo Texto

STARS4ALL, uma iniciativa de ciência cidadã contra a contaminação lumínica

STARS4ALL, uma iniciativa de ciência cidadã contra a contaminação lumínica

Recomendados