A luz tem a solução para que nossos dados circulem com maior velocidade

Por , 1 de Março de 2016 a las 07:00
A luz tem a solução para que nossos dados circulem com maior velocidade
Futuro

A luz tem a solução para que nossos dados circulem com maior velocidade

Por , 1 de Março de 2016 a las 07:00

A transmissão de dados através da luz aparece em vários projetos como o futuro das conexões sem fio a Internet, permitindo mais segurança e velocidades muito mais altas.

Ainda que nos primeiros anos da Internet não podíamos nem sonhar com a transmissão de dados sem fio, o protocolo Wi-Fi mudou tudo, ao ponto de que hoje é imprescindível na maior parte dos momentos em que utilizamos Internet, seja em computadores em redes domésticas ou públicas, ou em smartphones, Smart TVs, etc. É um padrão na indústria e cada vez melhora mais, aproximando-se em alguns casos ao rendimento das com fio. Porém, parece que será a luz a grande protagonista e incumbida nos próximos anos de, pelo menos, nos trazer uma alternativa mais rápida e acessível.

Li-Fi, a grande esperança doméstica

O primeiro caso onde podemos observar avanços é no do Li-Fi, um sistema de transmissão de dados com luz através de lâmpadas LED, cujo piscar (imperceptível pelo olho humano) permite que os dados sejam enviados e recebidos de maneira invisível e com velocidades de até 1 GB/s em ambientes normais. Além do mais, ao funcionar através da luz, não acontecem interferências que atualmente nos fazem escolher e mudar de bandas e canais. Também não teremos que nos preocupar pela segurança, e é que um dos principais programas da Li-Fi também é sua grande vantagem: ao funcionar com a luz, seu raio máximo é de 10 metros, e não atravessa paredes.

dadosluz2

Outros grandes projetos

Mas há mais avanços em transmissão de dados com luz. Em seu projeto LCRD (Laser Communications Relay Demonstration) a NASA está realizando pesquisas com fotônica em um modem do tamanho de um telefone celular. Este permite, de acordo com os testes atuais, multiplicar por 100 o rendimento das transferências dos sinais de rádio atuais. O modem será usado, previsivelmente, na Estação Espacial Internacional em 2020, e além da melhoria em velocidade também ganhará em eficiência, graças ao tamanho reduzido comparado com os sistemas de transmissão tradicionais. O melhor: os circuítos fotônicos do sistema podem ser fabricados com litografia, da mesma maneira que os chips atuais, pelo que não haverá necessidade de investimentos em novas tecnologias.

Só o Li-Fi e o novo modem da NASA já são prometedores, pois principalmente no segundo caso, as aplicações potenciais para empresas e para o usuário final são infinitos. A grande notícia é também que uma agência como a NASA esteja envolvida, pois tudo se acelera, assim como ocorre com os avanços militares. Na Europa também têm pistas que indicam a futura importância da transmissão de dados com luz, neste caso também com laser. Graças ao European Data Relay Satellite (EDRS), se poderá enviar e receber dados entre a Terra e os satélites a 1.8 Gbps, um avanço fora do comum para os padrões do presente.

Imagem: Composite Digital

Texto Anterior

Fjord Trends 2016, a melhoria da experiência digital

Fjord Trends 2016, a melhoria da experiência digital
Próximo Texto

Quer que sua web seja HTTPS?

Quer que sua web seja HTTPS?

Recomendados