O Prado junta-se à digitalização da arte

Por , 4 de Janeiro de 2016 a las 19:00
O Prado junta-se à digitalização da arte
digital

O Prado junta-se à digitalização da arte

Por , 4 de Janeiro de 2016 a las 19:00

Mais de um madrileno apenas visitou o Museu do Prado uma vez. “A última vez, quando fui com a escola”, é uma frase muito ouvida entre a população da capital. Portanto, El Prado renovou seu site, acrescentando um poderoso desenvolvimento tecnológico, para proporcionar ao usuário uma experiência de alta qualidade.

O Triângulo da Arte de Madrid está determinado a transferir a experiência de visitar museus ao ambiente digital. O Museu Thyssen já lançou no ano passado, com a plataforma Europeana, que se juntou com o objetivo de oferecer um acesso digital gratuito a todas suas obras.

Nesta vez é o segundo museu mais “caro” da Europa, quem se anima a participar desta iniciativa. O Museu do Prado, com o apoio da Telefônica Vivo, lançou um novo site, que substitui o lançado em 2007, para facilitar aos usuários o desfrute de todas as suas obras de arte gratuitamente e sem sair de casa. Três anos se demorou em aperfeiçoar esta joia que combina arte e tecnologia em partes iguais.

ElPrado2

Mais de 10.000 obras, além de acesso a palestras, atividades, exposições e documentos, fazem do novo site do Museu do Prado um tesouro que os maiores amantes da arte não vão querer perder. Basta dar uma olhada na capa do site, você pode ver o cuidado e a qualidade de resolução excelente que os técnicos quiseram dar para a web.

Além disso, para os mais curiosos, o novo site do El Prado inclui também passeios temáticos, nos que poderemos ver uma seleção de obras de arte, enquanto desfrutamos de uma seleção musical realizada por profissionais da Radio 3. E para arredondar, qualquer usuário pode criar sua própria visita ao museu, acrescentando a música que prefira e salvá-lo e compartilhá-lo com todos seus contatos.

Embora o Prado não seja o primeiro a ‘digitalizar’ sua arte, é um dos mais vanguardistas em termos de técnicas utilizadas. O mecanismo de busca semântica que incorpora a web muito favorece a melhoria da experiência do usuário. Por exemplo, se buscarmos “Prometeo de Rubens”, a ferramenta também nos oferece, além do quadro, uma coleção de arquivos sobre o autor, outros quadros com o nome semelhante e coleções que fazem parte de tais obras.

ElPrado3

E, claro, os visitantes 2.0 terão à sua disposição os audioguias do museu, para aprender um pouco mais em profundidade os detalhes de cada quadro. Se é que nos deixam apreciar até as molduras de cada obra!

Texto Anterior

Como configurar o controle dos pais em todos os dispositivos de sua casa

Como configurar o controle dos pais em todos os dispositivos de sua casa
Próximo Texto

Criam galinhas transgênicas para tratar doenças raras

Criam galinhas transgênicas para tratar doenças raras

Recomendados