Nada é impossível: os melhores exemplos de superação pessoal

Por , 28 de Novembro de 2015 a las 11:10
Nada é impossível: os melhores exemplos de superação pessoal
Sin categoría

Nada é impossível: os melhores exemplos de superação pessoal

Por , 28 de Novembro de 2015 a las 11:10

Superação pessoal não deveria ser concebida como uma ideia utópica. Hoje apresentamos quatro exemplos de pessoas que foram além de seus próprios limites, conseguindo o que pretendiam.

 

Muitas vezes, quando vamos a uma livraria, vamos a uma determinada seção da loja. Superar a si mesmo, 4 desafios para ser melhor ou Desafios que testam sua capacidade pessoal, poderiam ser alguns dos títulos imaginários que encontramos em nossa busca.

Mas será que é possível aprender a desafiar-nos pessoalmente? É verdade que podemos superar os desafios, sejam quais forem, se nos propomos a fazê-lo? Em psicologia, o termo resiliência se define como a capacidade individual definida para superar períodos de dor emocional e traumas variados. Em outras palavras, o poder de suportar uma situação, por mais difícil que seja, e aprender dela.

A resiliência se manifesta em algumas pessoas, mas também se aprende com o passar do tempo e com a evolução das circunstâncias. Hoje no blog queremos contar algumas das histórias pessoais que mais nos tocaram, sendo verdadeiros exemplos de superação pessoal, e que deveríamos ter em consideração em nossas vidas diárias.

Kyle Maynard: um lutador na quadra e na vida

Kyle Maynard é um jovem americano que desafiou a tudo e a todos. Nascido na Geórgia, em 1986, ele sofre desde pequeno de uma doença genética rara chamada amputação congênita, ele não tem cotovelos nem joelhos.

No entanto, este problema físico não o impediu de cumprir suas metas. Apesar de sua deficiência, Maynard nunca parou de lutar, servindo-nos como um grande exemplo de como enfrentar os desafios da vida, como explicado no vídeo a seguir:

Team Hoyt: pai e filho enfrentando desafios

Uma das lendas vivas das histórias de superação pessoal é conhecido como equipe Hoyt. Ou o que é o mesmo, a dupla formada por Dick Hoyt (pai) e Rick Hoyt (filho). Uma história comovente que nos diz como podemos superar todos os obstáculos a nossa frente.

Rick nasceu com uma deficiência adquirida devido a que, durante o nascimento, o cordão umbilical se enrolou ao redor de seu pescoço, fazendo com que seu cérebro não recebesse oxigênio suficiente, e isso lhe provocou uma paralisia cerebral. Desde criança Rick começou a usar um computador especial para se comunicar, onde escreveu pela primeira vez: “Vamos Bruins!”, Referindo-se ao time da Universidade da Califórnia.

Seu amor pelo esporte cresceu quando seu pai começou a levá-lo as competições. Se têm que nadar, Dick empurra seu filho em um barco. Se devem correr, seu pai o empurra em uma cadeira de rodas especialmente adaptada. Se eles forem de bicicleta, Rick está em uma cadeira ligada a este veículo.

Só até 2005, eles tinham participado em cerca de mil eventos, incluindo triátlons, duátlon, ou até mesmo maratonas. Uma história de amor e superação pessoal que realmente nos emociona.

superação2

Daniel, a criança autista que fez 6 cursos de Coursera

Há algum tempo, conhecemos outra história comovente, a de Daniel, um jovem de apenas dezessete anos, que tinha conseguido completar seis programas de Coursera. Uma coisa que não seria relevante se não estivéssemos cientes de que esse garoto tem autismo, um conjunto de transtornos que afeta o desenvolvimento, de modo que esses indivíduos ficam isolados de seu ambiente social.

Nas palavras da família de Daniel, a existência desses MOOCs permitiu precisamente melhorar suas habilidades de comunicação e relações interpessoais. Uma experiência incrível que volta a ressaltar as grandes vantagens deste tipo de formação, que não só permitem uma constante atualização de conhecimentos, mas também ajuda especial para pessoas com algum tipo de deficiência ou transtornos.

Pablo Pineda, o professor com síndrome de Down

O jovem espanhol Pablo Pineda fecha a lista de exemplos de superação pessoal. Aos 38 anos, Pineda é uma das pessoas que melhor representam superar um desafio através do trabalho e do esforço. Pablo tem síndrome de Down, uma doença que não o impediu de lutar toda sua vida, como nos casos anteriores, para fazer o que queria.

Pineda tem uma licenciatura em Educação, e foi a primeira pessoa com síndrome de Down na Europa em concluir a faculdade. Pablo, nesta entrevista, comentou que seu truque para estudar e ser capaz de terminar a faculdade foi memorizar tudo em voz alta. O jovem apostava em que, no futuro, o sistema educacional fosse mais plural, rico e diverso, valores que, em sua opinião, ajudam muito a esses tipos de pessoas.

Sua resposta frente aos desafios do futuro é clara, já que Pablo Pineda fala de “uma sociedade com valores melhores, em que a diferença é vista como um valor e não como um problema ou defeito.” Palavras que não fazem nada se não ecoar ideais como os da integração social e igualdade, fatores importantes que garantirão que todos os cidadãos possam afrontar seus próprios desafios pessoais, sejam eles quais forem.

Seu exemplo foi retratado no filme Yo, también, que nos dá o lado humano dessas histórias de desafios que deveríamos ter em conta em nossas vidas diárias.

 

Imagens| Flickr, Team Hoyt

Texto Anterior

15 cursos on-line, em espanhol e gratuitos que pode começar agora mesmo

15 cursos on-line, em espanhol e gratuitos que pode começar agora mesmo
Próximo Texto

Como criar um pendrive de inicialização para instalar ou reparar Windows

Como criar um pendrive de inicialização para instalar ou reparar Windows

Recomendados