Como saber se é a hora de trocar a bateria de seus gadgets

Por , 1 de Agosto de 2015 a las 08:00
Como saber se é a hora de trocar a bateria de seus gadgets
digital

Como saber se é a hora de trocar a bateria de seus gadgets

Por , 1 de Agosto de 2015 a las 08:00

Se a bateria de seu smartphone ou notebook está durando muito pouco, pode ser hora de substitui-la. Saiba como identificar

Qualquer tipo de bateria, seja uma AA, que usamos nos controles remotos, ou a de seu smartphone, tem uma quantidade limitada de ciclos de carga. Isso significa que, com o passar do tempo, a bateria se degrada, reduzindo o tempo de duração da carga.

O fato de a bateria durar menos tempo poderia bastar para alertar o usuário que está na hora de substituí-la. Mas nem sempre nos damos conta dessas mudanças. Por isso, há outras maneiras de saber se a bateria está a ponto de morrer e deve ser trocada.

Todas as baterias se degradam com o tempo

Como dissemos, uma bateria se degrada lentamente com o tempo. A capacidade de carga será cada vez menor e, por isso, a bateria conseguirá guardar cada vez menos energia. É um processo gradual e que, por isso, pode ser difícil de identificar. Se a bateria estivesse funcionando com carga máxima em um dia, e no dia seguinte durasse pouco, seria mais simples de perceber que existe um problema.

Quando ela começa a falhar e dura menos tempo, é possível prolongar sua vida usando alguns truques ou tentando calibrá-la. Estas soluções podem fazer com que não seja necessário substituir a bateria ou que ela aguente até que o usuário compre um equipamento novo. No entanto, este não será sempre o caso, especialmente se você é do tipo que não troca o celular a cada ano.

shutterstock_59072620

Para ter certeza, verifique o estado de sua bateria

Se você tem a impressão de que a bateria já não está funcionando tão bem quanto deveria, pode verificar seu estado facilmente:

1. No computador com Windows você pode usar um software como BatteryInfoView ou algum similar.

  1. Se você tem um MacBook, pressione a tecla “alt” ⌥ enquanto clica no ícone da bateria que está no menu e aparecerá a informação sobre sua condição.

  2. Para os usuários de iPhones e iPads, será necessário instalar um aplicativo de terceiros como o CoconutBattery.

  3. Os usuários de Android devem abrir o aplicativo para fazer chamadas telefônicas e digitar ##4636##. Aparecerá um menu com a informação sobre o estado da bateria.

Então, quando devo trocar a bateria?

Embora os aplicativos e truques anteriores possam fornecer informações específicas sobre a condição da bateria, o melhor é que cada usuário avalie se está satisfeito com a durabilidade de sua bateria. Pode ser que, ao analisar a bateria, o aplicativo mostre que seu estado é regular, mas, se você acha que ainda é possível usar o dispositivo, então isso é mais do que suficiente. Você só precisa levar em conta que o desempenho da bateria vai diminuir. Assim, poderá decidir se quer esperar para trocar seu dispositivo, até que a bateria dure por um curto período de tempo, ou se a melhor

opção é fazer a troca imediatamente. Além disso, é preciso levar em conta que muitos dispositivos não permitem trocar a bateria e, nestes casos, a única solução é substituir o aparelho.

Substituindo uma bateria

A maioria dos notebooks, tablets, smartphones e outros dispositivos eletrônicos usam baterias que podem ser substituídas. Neste caso, a única coisa a fazer é comprar uma bateria nova que funcione no seu aparelho e que seja original, para garantir sua durabilidade e bom funcionamento.

Há dispositivos cuja troca de bateria não é simples, como, por exemplo, o iPhone, o que pode ser um incômodo para o usuário. Nestes casos, a solução é levar o aparelho a uma autorizada da Apple que faça a troca de bateria.

Imagens: Shutterstock / ArtThailand y jcjgphotography

Texto Anterior

Quais serviços e tecnologias tiveram maior impacto nos últimos 10 anos?

Quais serviços e tecnologias tiveram maior impacto nos últimos 10 anos?
Próximo Texto

Em 2020, metade da população ativa trabalhará a distância por meio da nuvem

Em 2020, metade da população ativa trabalhará a distância por meio da nuvem

Recomendados