A nova tecnologia de reconhecimento de íris poderá identificar você a 12 metros de distância

Por , 10 de Junho de 2015 a las 07:00
A nova tecnologia de reconhecimento de íris poderá identificar você a 12 metros de distância
Futuro

A nova tecnologia de reconhecimento de íris poderá identificar você a 12 metros de distância

Por , 10 de Junho de 2015 a las 07:00

Com esta câmera é possível capturar a íris de uma pessoa a 12 metros de distância, para identificá-la em alguns segundos

Tags:
BIOMETRIA

Pesquisadores do Cylab Biometrics Center estão desenvolvendo um novo método de identificação biométrica que utiliza técnicas de reconhecimento de íris que poderiam identificar qualquer pessoa a uma distância de até 12 metros, ainda que ela tenha mudado sua fisionomia completamente. Trata-se de uma sofisticada tecnologia de reconhecimento de padrões em imagens de alta resolução da íris, que poderia colaborar na identificação de um suspeito em um bloqueio policial, sem que fosse necessário manter contato direto com o indivíduo.

Captura5

Reconhecimento da íris

A tecnologia desenvolvida pelos pesquisadores do Departamento de Biometria da Carnegie Mellon University, de Pittsburg, Pensilvânia, utiliza a inalterabilidade da íris como um dos padrões mais confiáveis na identificação de pessoas. Mas o principal destaque desta tecnologia de autenticação biométrica é que ela funciona mesmo se a imagem da íris não é obtida de forma direta e há certa distância do indivíduo.

Isto permite, por exemplo, que o ato involuntário de parar o veículo e olhar pelo espelho retrovisor em um bloqueio policial seja mais do que suficiente para que o dispositivo registre a representação matemática da íris de uma pessoa a certa distância e identifique o motorista em questão de segundos.

eye-637552_640

Especialistas concordam que a eficácia do reconhecimento da íris é infalível, inclusive quando a pessoa usa óculos escuros ou lentes de contato durante o processo de autenticação. Não só pelo reduzido valor atípico desta tecnologia, mas também pela alta velocidade de comparação e na identificação de grandes grupos de pessoas.

Para aperfeiçoar a tecnologia, pesquisadores desenvolveram uma câmera infravermelha capaz de identificar as complexas estruturas da íris e capturar uma representação matemática para compará-la, mediante um algoritmo, com os modelos digitais registrados na base de dados. Desta forma, em alguns segundos, é possível identificar uma pessoa de forma segura e sem manter contato físico com ela.

Este interessante método de autenticação biométrica se apoia nos algoritmos desenvolvidos pelo físico John G. Daugman, que tem construído a base da maioria dos sistemas de identificação através da íris desenvolvidos até o ano de 2006. Para a fabricação e comercialização da versão preliminar do sistema Iris Access, da LG Electronics, na Coréia, foram utilizados algoritmos matemáticos de Daugman.

Com o tempo, os pesquisadores têm aperfeiçoado métodos de autenticação biométrica com aplicações que podem melhorar a segurança nos controles rotineiros das forças de segurança do Estado e nas transações que requerem a autenticação do usuário.

Imagens: vía Shutterstockpixabay y Cylab Biometrics Center

Texto Anterior

6 maneiras de melhorar a sua conexão de WiFi

6 maneiras de melhorar a sua conexão de WiFi
Próximo Texto

Inteligência Artificial através da história do cinema

Inteligência Artificial através da história do cinema

Recomendados